Trilogia “Orestéia”, de Ésquilo, em Campinas

Pintura em vaso ateniense mostrando a morte de Agamemnon. 500-450 a.C.

Em agosto o Grupo Rotunda irá reapresentar a montagem da trilogia de Ésquilo, a Orestéia. Dentre as poucas tragédias gregas que chegaram até nós, essa é a única trilogia completa. Apresentada no ano de 485 a.C., a Orestéia rendeu a Ésquilo o primeiro prêmio na competição das Dionisíacas. Quase 2500 anos depois, a trilogia completa é encenada pela primeira vez no Brasil, com destaque à fidelidade ao texto original.

“AGAMÊMNON” de 16 a19 de agosto.

Agamêmnon narra a chegada vitoriosa do rei de Argos, Agamêmnon, após vencer a guerra contra Troia e seu assassinato por sua esposa Clitemnestra, que urde o crime para vingar a morte da filha Ifigênia, sacrificada para obter os ventos necessários para os soldados partirem para a guerra; e por ele ter trazido a troiana Cassandra como sua concubina. Com: Joel Barbosa, Ariane Porto, Hélcio Henriques, Cláudia Menezes, Julio Moreto, Ramiro Lopes, Rose Luna, Sandra Camargo, Sarah Lopes, Fernando Andrade, Miguel Ariza, Mike Andrade, Ronaldo Oyafuso, Sérgio Virgílio.
.
.
.
AS COÉFORAS, de 23 a 26 de agosto.


As Coéforas prossegue a trama da primeira peça. Sendo atormentada por pesadelos, a rainha Clitemnestra envia sua filha Electra ao túmulo de seu pai, Agamêmnon, junto com as coéforas (portadoras das libações funerárias) para fazer as homenagens ao morto, na esperança de expiar sua culpa. Lá Electra encontra-se com seu irmão Orestes, que voltou do exílio para vingar a morte do pai. Juntos eles planejam a morte da mãe e seu amante, Egisto. Direção: Teresa Aguiar – Cenários, figurinos e direção de elenco: Márcio Tadeu – Trilha sonora: Maria Manga – Elenco: Ramiro Lopes, Gilberto Semensato, Walkíria Franciscatto, Hélcio Henriques, Cecília Cyrino, Mike Andrade, Arlinete Vicentini, Stella Vilela, Bruna Ribeiro, Claudia Menezes, Fernanda Campagnolli, Delma Medeiros, Fabiana Melo, Kátia Ferreira,Lara Leão,Tânia Garcia.
.
.
.
EUMÊNIDES, de 30 de agosto a 02 de setembro.


Eumênides, ultima peça que sobreviveu, conta a fuga de Orestes em busca de abrigo contra a vingança sagrada das Fúrias, seres míticos que punem os crimes dos mortais, especialmente os consanguíneos. Elas também são chamadas de Eumênides, que em grego significa “as bondosas” ou “as benevolentes”, eufemismo usado para evitar pronunciar o seu verdadeiro nome, por medo de atrair sobre si a sua cólera. Com o apoio do deus Apolo, que o orientou a vingar a morte do pai, ele consegue a intermediação da deusa Atena, que institui um tribunal do juri para julgar o crime. Neste julgamento surge o chamado “voto de Minerva”, referência ao nome romano de Atena, que dá o voto definitivo no caso de embate no julgamento. Elenco: Ronaldo Oyafuso, Fernando Andrade, Claudia Menezes, Walkíria Franciscatto, Arlinete Vicentini, Delma Medeiros, Arlinete Vicentini, Julio Moreto, Miguel Ariza, Mike Andrade, Ramiro Lopes, Sandra Camargo, Sérgio Vergílio, Stella Vilela, Tânia Garcia.
.
.

LOCAL:

TAO – Teatro Arte Oficio – Rua Conselherio Antônio Prado, 529 – Vila Nova – Campinas/SP.

Valores: Inteira R$20,00 e Meia R$ 10,00. (Reservas Antecipadas, estudantes, terceira idade e bônus)

Preços especiais para escolas e instituições.

Entrar em contato nos telefones (19) 3241-7217 ou (19) 8200-0149  Administração Luiza Pasim

E-mail: teatroarteeoficio@terra.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s