Carpe Diem!

O primeiro texto publicado no blog , em março de 2010, trazia a tradução da Ode 1,11 de Horácio, o poema que cunhou a expressão Carpe Diem. Um dos meus preferidos, foi o primeiro poema que traduzi quando ainda estava no primeiro ano de estudos de língua latina na graduação da Unicamp.

Hoje eu recebo pela fan page do Facebook um áudio do Guilherme Flores cantando sua versão do poema. O resultado é belíssimo! Confiram no link abaixo:

https://soundcloud.com/guilherme-gontijo-flores/ode-111-carmen-111

 

Parkes_Michael-Anubis

Arte de Parkes, Michael-Anubis

 

O conceito de carpe diem está intimamente ligado ao conceito de memento mori.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s